Frederico Westphalen tem 550 focos de mosquito da dengue

por frw publicado 27/01/2016 16h40, última modificação 27/01/2016 18h04
Em reunião com o presidente Lídio Signori, o titular da 19º Coordenadoria Regional de Saúde, Fernando Panosso, manifestou preocupação em relação à proliferação do agente transmissor

Em reunião que ocorreu nesta quarta-feira, 27, na sede da 19º Coordenadoria Regional de Saúde, o coordenador Fernando Panosso manifestou ao presidente da Câmara de Vereadores, Lídio Signori, preocupação em relação ao número de focos encontrados do mosquito da dengue em Frederico Westphalen e outros municípios da região.

De acordo com levantamento finalizado nessa terça-feira, o município de Frederico Westphalen é o segundo com maior número de focos do Aedes Aegypti. Com 550 locais de proliferação detectados, Frederico fica atrás apenas de Três Passos, que possui 747 focos. Na sequência vem Tenente Portela com 205 e Erval Seco com 113 focos do mosquito transmissor da dengue, que também é relacionado à chikungunya e zika vírus.

Para discutir e projetar ações de combate ao mosquito, a 19ª CRS vai realizar na próxima terça-feira, dia 2 de fevereiro, uma reunião com todos os secretários municipais de saúde na sede da coordenadoria. Conforme Panosso, o momento exige a mobilização não apenas dos gestores e profissionais da área – agentes de saúde e agentes de combate a endemias, mas principalmente da população. “Nós só vamos combater o mosquito com a limpeza e pra isso precisamos do envolvimento dos órgãos públicos e dos moradores”, alertou.

No que se refere à incidência de focos do mosquito, Panosso também ressaltou que o recolhimento dos entulhos precisa ser feito de forma mais ágil pela Administração Municipal, para evitar o surgimento de novos focos. Nesse sentido, o presidente Lídio Signori lembrou que, no ano passado, a Câmara aprovou projeto que previa a contratação de mais garis pela Prefeitura, para trabalhar no recolhimento de lixo.

Recursos

Ainda durante a reunião, o coordenador revelou conquistas importantes para a saúde na região. Segundo Panosso, o governo do Estado realizou nessa semana o depósito de mais uma parcela do recurso previsto para a implantação da UTI no Hospital Divina Providência. Do total de R$ 1,2 milhão, restam somente R$ 100 mil reais a serem pagos.

Em relação a outras demandas da região, Panosso informou o credenciamento da alta complexidade em traumatologia para o município de Três Passos, que possibilitará diminuir o tempo de espera para as cirurgias; além do encaminhamento do ambulatório de especialidade em ginecologia também em Três Passos e de traumatologia de média complexidade em Rodeio Bonito – este último com previsão para 30 cirurgias eletivas por mês e 240 consultas. Outra ação destacada pelo titular da 19º Coordenadoria Regional de Saúde foi a destinação de 200 mil seringas a hospitais da região.

Lucas Faustino/ Assessoria de Imprensa

error while rendering plone.comments