37º Batalhão de Polícia Militar alerta para falta de efetivo e solicita apoio do Poder Legislativo

por frw publicado 05/02/2016 16h29, última modificação 05/02/2016 16h29
Representando a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, o presidente Lídio Signori e o vereador Édson Dalmolin realizaram nesta sexta-feira, dia 5, uma visita ao 37º Batalhão de Polícia Militar

Representando a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, o presidente Lídio Signori e o vereador Édson Dalmolin realizaram nesta sexta-feira, dia 5, uma visita ao 37º Batalhão de Polícia Militar. Na oportunidade, os vereadores foram recebidos pelo Major Alexandre Moreira, que responde interinamente pelo comando do 37º BPM, e pela capitã Nédia Giacomini.

Durante o encontro, o Major Alexandre falou da preocupação e dificuldades enfrentadas devido à falta de efetivo. Conforme o Major, muitos servidores solicitaram aposentadoria e nesta época de veraneio o 37º Batalhão ainda teve de ceder alguns servidores para trabalhar no litoral gaúcho, como acontece todos os anos. “Algumas das nossas viaturas estão paradas por falta de efetivo”, lamentou. Ainda de acordo com o comandante, a unidade já trabalha com número mínimo de servidores na área administrativa, justamente para ter mais policiais nas ruas.

Diante da defasagem em relação à quantidade de profissionais, o Major Alexandre revela que o 37º BPM ainda consegue suprir a falta de policiais militares através da dedicação dos servidores. “Hoje, em nosso batalhão, temos a tranquilidade de dizer que são servidores comprometidos e a gente tem compensado a falta de efetivo com essa qualidade”, enfatizou.

Nesse sentido, Major Alexandre solicitou o auxílio do Poder Legislativo para pleitear a vinda de mais profissionais. “Agradecemos a consideração e o reconhecimento através dessa visita e queremos dizer que vamos precisar desse apoio porque vai haver procura de todos os batalhões por mais efetivo”, alertou, acrescentando que o ideal seria a vinda de pelo menos uma turma de 60 novos servidores.

No início do ano, o governador José Ivo Sartori assinou a renovação do decreto que determina a suspensão de nomeações e concursos públicos por mais seis meses, ou seja, até o início de junho. A expectativa é que após esse período o Estado passe a chamar os candidatos aprovados no último concurso da Brigada Militar, justamente para suprir a falta de efetivo.

Ao término da reunião, o presidente Lídio Signori destacou que o encontro teve como objetivo manter a proximidade entre Câmara de Vereadores e brigada Militar, garantindo também o apoio irrestrito ao 37º Batalhão de Polícia Militar na busca de mais efetivo. Da mesma forma, Dalmolin afirmou o Legislativo irá buscar a representatividade junto ao governo do Estado e  Assembleia Legislativa para atender a essa e outras demandas.

 

Lucas Faustino/ Assessoria de Imprensa

error while rendering plone.comments